Caio do Jornal do Culegio: do luto à memória coletiva!

Recentemente passei alguns dias distante de Surubim e por isso, não trabalhei com efetividade. À distância, fiquei sabendo do precoce falecimento de Caio Santos, 23 anos, administrador do Jornal do Culegio, decorrente de problemas crônicos de saúde. O triste fato aconteceu na última sexta-feira, 05 de abril. Publiquei uma homenagem póstuma no Instagram com viés emotivo, mas melhor seria ter elaborado uma pauta com ele vivo, sobre o seu maroto trabalho.
 
Ao que tudo indica, anos atrás Caio criou o Jornal do Culegio sem maiores pretensões, quando ainda era estudante do Severino Farias (leia-se Estadual). Todavia, graças à capacidade que detinha para adaptar “o humor padrão da internet” à realidade da nossa cidade através de memes, ganhou grande projeção e, consequentemente, milhares de fãs. Unindo à sua criatividade, ingredientes satíricos e o afiado sarcasmo, vinha ao longo do tempo angariando cada vez mais seguidores para a(s) sua(s) página(s).
 
À parte disso, àqueles que lhe tinham por perto era muito benquisto, devido à humildade e à cumplicidade emitida espontaneamente pelo mesmo a cada encontro, a cada bate-papo. Ou seja, vai deixar saudade por aquilo que fazia e, principalmente, por aquilo que pregava. Fruto de um caráter exemplar. Amém!

A comunicação me fascina. Gosto de relatar, informar e opinar. Portanto, pus no ar um site pra expor minha terra de uma maneira dinâmica, sob o meu prisma e o de outros autores.

Notícias Recentes