Homem agride mulher em camarote instalado de forma irregular no Desfile das Virgens

Apesar do belo trabalho da Polícia Militar nas intermediações públicas durante o Desfile das Virgens, houve no domingo, 10 de março, um momento lamentável, num camarote privado instalado de forma irregular (inciso XV do art. 5º) na Rua Antônio Medeiros Sobrinho.
 
Já não bastasse o espaço ter bloqueado uma via inteira, incluindo calçadas e dessa maneira, ferindo o direito de ir e vir previsto na Constituição. Também serviu de palco para a agressão de um homem a uma mulher chamada, Vanessa Albuquerque.
 
Ela desabafou nas redes sociais, revelando que o motivo do destempero foi o fato da mesma não querer nenhum envolvimento com o agressor que, insatisfeito, protagonizou uma confusão, resultando em truculência. Depois do incidente, assim como Pôncio Pilatos o fez durante a crucificação de Jesus Cristo, os promotores “lavaram as mãos”, não retirando o indivíduo do local. Talvez porque se trate de alguém com poder aquisitivo elevado e influente no meio da elite, de acordo com relatos.
 
Enfim, o evento parafraseia a canção de Wesley Safadão, “Me Ame Ou Me Deixe”. Mas bem que poderia alterar seu título para, “Me Xingue Ou Me Bata”, após o triste fato.

A comunicação me fascina. Gosto de relatar, informar e opinar. Portanto, pus no ar um site pra expor minha terra de uma maneira dinâmica, sob o meu prisma e o de outros autores.

Notícias Recentes