Palestinos são feridos pelo Exército israelense em Gaza

(fonte: G1)
 
Dezenas de palestinos foram feridos por soldados israelenses na Faixa de Gaza durante a sexta sexta-feira (4) consecutiva de manifestações, que reuniram milhares de manifestantes perto da fronteira, segundo as autoridades da Saúde do território palestino.
 
Os feridos foram atingidos por balas israelenses disparadas do outro lado da barreira de segurança ou por inalação de gás lacrimogêneo, de acordo com o ministério da Saúde de Gaza. No total, 69 deles foram atendidos no hospital e 101 no local. Milhares de pessoas voltaram a se reunir no leste da cidade de Gaza, ao longo da fronteira entre o enclave palestino e Israel, onde queimaram pneus, constataram jornalistas da AFP.
 
Milhares de palestinos da Faixa de Gaza, território encravado entre Israel, Egito e o Mar Mediterrâneo, se reúnem regularmente desde 30 de março para exigir o direito dos palestinos de regressar às terras de onde foram expulsos ou fugiram após o criação do Estado de Israel em 1948.
 
O movimento de protesto, chamado a “Grande Marcha do Retorno”, também denuncia o bloqueio imposto por Israel há mais de 10 anos ao enclave palestino dirigido pelo movimento islamita Hamas, com o qual o Estado judeu travou três guerras desde 2008. Desde o início do movimento de protesto, 49 palestinos foram mortos por soldados israelenses e centenas ficaram feridos. Do lado israelense, nenhuma vítima foi registrada.

Portal voltado principalmente para Surubim & Região, por meio de notícias e opiniões. Mas também direcionado para assuntos relevantes no restante do Brasil e do mundo em geral.

Notícias Recentes