Polícia de Pernambuco mostra detalhes de operação vitoriosa

 
(fonte: Polícia Militar de Pernambuco)
 
Além de impedir assalto a banco em Ibimirim, ocorrência tirou de circulação um especialista em explosivos que recebeu os policiais a tiros e acabou morrendo. Em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (13/04), no Quartel do Comando Geral, no Derby, as polícias Militar e Civil detalharam a operação que impediu um assalto a banco na cidade de Ibimirim, no Sertão pernambucano. Na ocorrência, quatro acusados recusaram a rendição, apesar de cercados, e acabaram morrendo em troca tiros com a equipe do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI). Entre eles, estava Risomar da Conceição, também conhecido como Gambá, considerado o maior especialista em explosivos a serviço das quadrilhas interestaduais especializadas em explosões de carros-fortes, caixas eletrônicos e cofres bancários.
 
O tenente-coronel Ely Jobson, comandante do BEPI, contou os detalhes da operação, que contou com preciosas informações da Força Tarefa Bancos, de Pernambuco, além de unidades parceiras de Estados vizinhos. Com os dados coletados, foi possível se antecipar aos movimentos da quadrilha, identificada na chegada a Ibimirim. Os acusados reagiram a tiros na tentativa de fuga até bater contra o muro de uma casa. Foram localizadas tentando se esconder numa residência próxima e continuaram atirando nos policiais, até serem atingidos durante o revide.
Foto: Divulgação/PM-PE

Foto: Divulgação/PM-PE

“Foi um trabalho realizado por muitas mãos, com o monitoramento dos passos do grupo, até chegarmos a encontrá-los na cidade. Infelizmente, apesar dos nossos esforços para que se entregassem, optaram pelo confronto”, contou Ely Jobson, destacando que as mortes representam um baque forte nas quadrilhas que atuam no Sertão, principalmente o Risomar: “Ele era muito requisitado por esses grupos e em vários Estados. Tanto que já tinha seis mandados de prisão em aberto, inclusive na Bahia e no Ceará”.
 
O delegado Ariosto Esteves, da Força Tarefa Bancos, contou que a quadrilha alcançada ontem em Ibimirim tinha atividades não apenas em Pernambuco, como no Ceará, Sergipe, Piauí, Alagoas e Bahia, comprovadamente. O trabalho de investigação prossegue, para localizar e prender outros de seus membros, que ao notar a presença policial na cidade sertaneja, recuou deixando para trás os quatro integrantes que confrontavam os policiais. “Estamos conseguindo montar esse quebra-cabeça que são as quadrilhas, nomeando seus componentes, o que tem possibilitado a prisão de líderes importantes, o que tira muita força dos grupos”, disse Ariosto.
 
O gestor da Diretoria Integrada do Interior 2, DINTER 2, responsável pela segurança de todo o Sertão pernambucano, coronel Flávio Morais, destacou a importância da iniciativa da Secretaria de Defesa Social de buscar parceria com as forças policiais dos Estados vizinhos. Um trabalho de inteligência que tem possibilitado uma troca de informações fundamental para o sucesso de operações como a de Ibimirim e tantas outras.

Portal voltado principalmente para Surubim & Região, por meio de notícias e opiniões. Mas também direcionado para assuntos relevantes no restante do Brasil e do mundo em geral.

Notícias Recentes