Sobre notícias falsas: abre o olho, Surubim!

Quando o assunto é importante e envolve questões políticas, sociais, policiais, enfim, de utilidade pública: não leve a sério e não passe adiante notícias popularizadas no WhatsApp. Sejam as mesmas oriundas de textos, imagens, vídeos e áudios.
 
Porque a maioria é factoide, ou seja, informação falsa e sem comprovação, espalhada como verdade para atrair atenção em grande escala.
 
Quer saber se tem cabimento o que está sendo divulgado nos grupos (informais) do WhatsApp ou em outras redes sociais? Investigue, pesquisando sites jornalísticos e procurando respostas com autoridades e profissionais das áreas envolvidas.
 
Só não adentre no caminho da alienação, potencializando o desserviço que é reproduzir mentiras e conteúdo distorcido. Principalmente agora, às vésperas do período eleitoral, tão fundamental à democracia.

A comunicação me fascina. Gosto de relatar, informar e opinar. Portanto, pus no ar um site pra expor minha terra de uma maneira dinâmica, sob o meu prisma e o de outros autores.

Notícias Recentes