Suspeito de envolvimento no assassinato do policial surubinense G. Silva é morto em Bom Jardim

(fonte: Correio do Agreste)
 
Um dos suspeitos de participar do assalto a um ônibus de estudantes que resultou na morte do sargento da Polícia Militar, Genival José da Silva, mais conhecido por G. Silva, de 34 anos, em março de 2017, foi assassinado no final da tarde dessa quarta-feira (14.03), na localidade de Encruzilhada, zona rural de Bom Jardim. O crime aconteceu às margens da rodovia PE-90.
 
Segundo testemunhas, Ataíde de Oliveira Silva, 27 anos, havia acabado de descer de um Toyota de passageiros quando foi abordado por um homem trajando casaco preto e usando capacete, que efetuou vários disparos de arma de fogo. O rapaz morreu no local. De acordo com parentes, a vítima voltava de Limoeiro com uma irmã, que não teve o nome revelado. Ela teria ido pagar uma fiança, porque Ataíde havia sido preso no dia anterior.

A morte do suspeito aconteceu quase exatamente um ano após o assassinato do sargento G. Silva (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar informou que na tarde da terça-feira (13), ele estava na mesma localidade em que foi morto, com um comparsa que conduzia uma motocicleta em alta velocidade. O veículo chegou a colidir com uma viatura policial. Na fuga, Ataíde sacou um revólver e os PMs realizaram dois disparos para o alto. Ainda conforme a policia, ele jogou a arma na vegetação mas o efetivo conseguiu capturá-lo com o outro suspeito. Ao realizar buscas nas imediações, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com seis munições intactas e um simulacro de pistola.
 
Segundo moradores da região, o comparsa de Ataíde, Danilo da Silva Cruz, 24 anos, vinha realizando vários assaltos em Umari, zona rural de Bom Jardim, onde os dois residem. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Limoeiro e autuados em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. O delegado de plantão arbitrou duas fianças nos valores de R$ 10 mil e R$ 3 mil, que não foram pagas e a dupla seguiu para audiência de custódia. Horas depois de ser libertado, Ataíde foi morto. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML). Não há informações sobre o autor do homicídio.
 
A morte do suspeito aconteceu quase exatamente um ano após o assassinato do sargento G. Silva. O crime ocorreu no dia 13 de março de 2017. A missa do primeiro ano de falecimento do policial será celebrada neste sábado (17), às 18h, na Matriz de São Sebastião, em Surubim.

Fundador do 1° jornal de Casinhas, o extinto “Casinhas Hoje”; correspondente há 20 anos do jornal Correio do Agreste, de Surubim; e editor há 7 anos do 1° blog de notícias da cidade, o Mais Casinhas. O comunicador pioneiro também foi realizador do 1° filme rodado no lugar, “Passarelas, Uma História de Carnaval”, selecionado pelo “Revelando os Brasis”. E é um dos coordenadores do Núcleo Agreste Setentrional da Associação dos Blogueiros de PE.

Notícias Recentes